Ricardo Barros confirma convite à Luísa Canziani

Líder do governo Bolsonaro na câmara quer deputada no seu partido

Exclusivo: O líder do governo Bolsonaro na câmara federal, deputado Ricardo Barros (foto) confirmou, neste final de semana ao npdiario, ter convidado a deputada Luísa Canziani (sem partido) para ingressar no seu partido, PP.

Também acrescentou ter instado ao pai dela, ex-deputado federal por cinco mandatos, Alex Canziani. Assim, é real o que se especulava.

“Os dois são bem-vindos ao Progressistas. Estamos conversando, porém eles também tratam com outras legendas”, declarou Barros, que já foi ministro da Saúde.

De acordo com rumores críveis, há possibilidade também de pai e filha se filiarem também ao PSD do governador Carlos Massa Ratinho Junior.

A parlamentar (foto abaixo), que é a mais jovem congressista do país (25 anos) e cumpre o primeiro mandato, foi julgada e condenada por parte da população por algo que não fez.

Trata-se de uma Feiquinius (versão aportuguesa do inglês Fake News) O deputado federal Eduardo Bolsonaro, assinalou na quarta-feira ( último dia 16),  que Luisa, relatora da proposta que prevê a regulamentação do homeschooling no Brasil, teria sido gravada durante encontro pessoal com um transmissor(microfone na lapela) com o ministro da Educação, Milton Ribeiro.

De acordo com o parlamentar, ao ser confrontada sobre o uso do aparelho, Luísa teria revelado que gravava para o programa Profissão Repórter,  da  Rede Globo. O ministro, segundo essa versão, teria sido aconselhado a terminar a audiência.

O homeschooling ou, em português, educação domiciliar, é o formato de ensino feito em casa. Com isso, os alunos substituem a frequência constante à escola pela educação doméstica, onde as aulas são lecionadas nas próprias residências pelos genitores ou por professores.

A deputada conversou com o npdiario na manhã seguinte, na quinta-feira, dia 17, sobre o assunto:

Não gravei e nem gravaria reunião alguma sem qualquer tipo de permissão! Quem me acompanha sabe que tenho uma trajetória de muito RESPEITO aos meus colegas. Sou do diálogo e as minhas coisas são feitas sempre às claras.

O “Profissão Repórter” está me acompanhando para um programa especial sobre a regulamentação do homeschooling. Por isso, o microfone tem ficado comigo ao longo dos dias. O Secretário Executivo do MEC foi avisado previamente (e ele testemunhou isso na reunião, explicando que eu não estava gravando, em minha defesa).

Não sei a quem interessa essa cortina de fumaça, mas peço que respeitem a minha história. Sou Deputada Federal, não menina de recados. E eu lamento profundamente ser acusada de maneira tão injusta. Mas sigo com a minha consciência absolutamente tranquila e trabalhando da melhor forma pela democracia brasileira.

Na tarde desta mesma quinta-feira, por conta da polêmica, a deputada foi expulsa do PTB, onde estava de saída já há vários meses por desgastes partidários internos com os novos líderes petebistas no Paraná.

Veja também outra matéria sobre o assunto: https://www.npdiario.com.br/comportamento/luisa-canziani-desmente-fake-news/

 

 

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Categorias e tags

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.