Alep ganhará novo bicicletário

Para estimular mais o uso do veículo como meio de transporte

Para a maioria das pessoas o primeiro contato acontece ainda durante a infância. A alegria de ganhar a primeira bicicleta, o desafio de conseguir equilibrar-se em duas rodas e as brincadeiras com os amigos estão na memória de muita gente.

Mais do que um equipamento de esporte e lazer, a bicicleta é um dos meios de transporte que mais tem conquistado adeptos, principalmente durante a pandemia. Para estimular cada vez mais o uso da bicicleta como principal meio de transporte para chegar ao trabalho, a Assembleia Legislativa do Paraná vai implantar um novo espaço destinado para as bikes. A novidade foi anunciada nesse fim de semana em comemoração ao Dia Nacional de Bicicleta ao Trabalho.

Entusiasta e adepto do uso da bicicleta como meio de transporte, o deputado Luiz Cláudio Romanelli (PSB), primeiro secretário da Assembleia Legislativa do Paraná, afirma que o objetivo do projeto é oferecer uma estrutura adequada aos ciclistas. “Muita gente aderiu, e nesse período de pandemia mais ainda, ao uso da bicicleta como meio de transporte. Aqui na Assembleia nós já temos muitos funcionários que utilizam a bicicleta. Eu mesmo, quando posso, venho de bicicleta. Então, nada mais justo do que a gente se adequar. Vamos ter um bicicletário moderno, adequado, respeitando de fato o ciclista para que tenha as condições adequadas para deixar a sua bicicleta”.

A expectativa é de que a nova estrutura sirva de estímulo para que mais funcionários passem a vir para o trabalho de bicicleta, minimizando outro problema. “Eu entendo que é necessário ampliar o número de pessoas que usam a bicicleta, até porque nós temos um problema grave de estacionamento aqui na região da Assembleia. Mais pessoas usando meios alternativos, melhor é. Então, o bicicletário é uma inovação importante. Vai ser moderno ao mesmo tempo em que se adequa a tendência importante de cada vez mais pessoas usarem a bicicleta como meio de transporte”, destaca Romanelli.

O projeto  O novo bicicletário da Assembleia Legislativa do Paraná terá capacidade para 56 bicicletas em uma área coberta e com iluminação. Além de contar com a estrutura necessária para guardar a bicicleta de forma segura, os ciclistas contarão com o apoio de uma estação de reparos para pequenos consertos emergenciais.

O acesso ao novo bicicletário será feito por uma ciclofaixa dentro do pátio da Assembleia Legislativa, garantindo uma via exclusiva para o trânsito dos ciclistas. O projeto também contempla a modernização do estacionamento de motocicletas. O espaço para 44 motos também receberá cobertura e iluminação adequada.

Ciclista e defensor do uso da bicicleta como principal meio de transporte, o deputado Goura (PDT), reforça que a iniciativa da Assembleia Legislativa deve servir de exemplo para outros Poderes e também para a iniciativa privada. “Em 2012 eu estive aqui na Assembleia conversando com o então presidente sobre o bicicletário. Eu fico muito contente que agora como deputado, em 2021, esse projeto vire realidade. É um passo importante que a Assembleia está dando. Nós precisamos que o Palácio Iguaçu, Tribunal de Contas e todos os órgãos públicos tenham o bicicletário e, dessa forma, estimular a iniciativa privada nessa mudança de mentalidade”.

Como já é rotina, Goura veio ao trabalho de bicicleta, mesmo com a garoa fina que foi registrada em Curitiba pela manhã desta sexta-feira. Em uma data tão significativa para os ciclistas, ele lembrou dos benefícios da bicicleta e também dos desafios que ainda precisam ser superados.

“O Dia Nacional De Bicicleta ao Trabalho(14 de maio) é uma data que há anos busca estimular na sociedade brasileira a importância do modal da bicicleta na cidade, para o deslocamento, para o esporte e para o lazer, contribuindo para a diminuição dos congestionamentos e também para as mudanças climáticas. Mais bicicleta nas cidades é mais saúde, é mais ar puro e são só coisas positivas que o governo deve estimular. O uso da bicicleta cresceu em todo o mundo e no Paraná não foi diferente, mas ainda esbarra nessa grande dificuldade que é a falta de infraestrutura. Aqui, por exemplo, nós estamos na Cândido de Abreu, o eixo cívico, talvez a principal avenida do estado. Temos 12 faixas para automóvel e nenhuma para bicicleta. Então é necessário sim que a gente garanta orçamento para o aumento das ciclovias em todas as cidades”.

Outra reivindicação é a atenção aos ciclistas nas rodovias. “O Paraná é o segundo estado onde mais morreram ciclistas nos últimos anos e a gente precisa reverter esse quadro com garantia de infraestrutura, do aumento das ciclovias e também com o trabalho de educação no trânsito. Os ciclistas têm os seus direitos e têm os seus deveres e os motoristas devem respeitar sim os ciclistas ao encontrá-los na via”, alerta Goura.

Dia nacional – A campanha “De Bicicleta ao Trabalho” é realizada no Brasil desde 2013 pela organização não governamental “Bike Anjo”, que criou uma rede de voluntários que atuam na orientação e estímulo do uso da bicicleta, e acontece todos os anos na segunda sexta-feira do mês de maio. O dia dedicado a promover a bicicleta como meio de transporte para o trabalho foi inspirado no Bike to Work Day, realizado anualmente pela League of American Bicyclists desde 1956.

 

 

 

0

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.