Santo Antônio um e Jacarezinho sete

ÁLCOOL GEL, MÁSCARA, DISTANCIAMENTO SOCIAL, HIDRATAÇÃO E  ALIMENTAÇÃO CORRETAS DEVEM CONTINUAR

Boletim oficial sobre a situação do coronavírus em Santo Antônio da Platina, atualizado nesta segunda-feira, dia 13, pela Secretaria Municipal de Saúde registrou um caso positivo.

A cidade segue com 6.826 positivados, deste total, 6648 estão recuperados.

Há 27 pacientes em fase ativa da doença, quatro hospitalizados e 23 em tratamento domiciliar.
Em andamento, estão outros 37 casos suspeitos. São 151 óbitos.

Boletim oficial sobre a situação do coronavírus em Jacarezinho, atualizado nesta segunda-feira, dia 13, pela Secretaria Municipal de Saúde registrou sete resultado positivo. A cidade segue com 6.464  positivados, deste total, 6.326 estão recuperados.

Há 33 pacientes em fase ativa da doença.
Em andamento, estão outros 30 casos suspeitos. São 105 óbitos.

Manter os cuidados ainda é necessário

Segundo números do Consórcio de Veículos de Imprensa, com dados das secretarias estaduais de saúde, o Brasil já vacinou completamente cerca de 34% da população. Um número que ainda é baixo para aliviar protocolos de segurança. É o que explica a Dra. Maria Daniela Bergamasco, infectologista do Hcor (Hospital do Coração).

“Estamos em um momento de avanço da vacinação, porém, o vírus ainda segue circulando de forma importante em nosso país. E o número, ou seja, o percentual da população completamente vacinada, para reduzir essa circulação a níveis mais baixos, ainda é pequeno. Então demoraremos um pouco mais para chegar à situação epidemiológica, que alguns outros países, que já puderam liberar algumas dessas medidas, estão vivendo”.

Mesmo para quem já tomou todas as doses da vacina contra a Covid-19, a especialista indica a manutenção de alguns cuidados, como: uso de máscara, distanciamento social e higienização frequente das mãos. “Vamos seguir em frente, mantendo a vacinação e mantendo também todas as medidas de proteção neste momento”, reforça a médica.

Vacinas diminuem número de casos graves

Ainda de acordo com dados do Consórcio de Veículos de Imprensa, o Brasil atingiu o pico de mortes por Covid-19 em meados de abril de 2021 e, desde então, o número começou a diminuir. A explicação para isso é, justamente, o avanço da vacinação no país. Porém, conforme analisou a Dra. Bergamasco, ainda é cedo para baixar a guarda.

Vale lembrar que as vacinas contra a Covid-19, assim como qualquer outro tipo de imunizante, não protegem 100% contra o vírus. Dessa maneira, o contágio pode ocorrer mesmo em pessoas vacinadas. “Quando a transmissão ainda está muito alta na comunidade, o que nós queremos com as vacinas é impedir que um caso fique grave e que nós morramos da Covid-19. Então é isso que as vacinas dessa primeira geração estão fazendo nesse momento”, explica Margareth Dalcolmo, pesquisadora da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz).

“Depois de duas semanas de vacinado, nós já sabemos que esse é um período em que nós já amadurecemos nosso sistema imune, já reconhecemos a vacina e estamos razoavelmente protegidos. É 100%? Estamos livres para jogar a máscara para o alto? Claro que não! Nós temos que continuar nos comportando como se nós não tivéssemos sido vacinados. Com cuidado em áreas de grande aglomeração, transporte coletivo e uso de máscara adequada”, conclui a pesquisadora.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.