Morreu a porca platinense que virou polêmica nacional

Corpo encontrado infartado na casa onde morava com a dona no Jardim Bela Manhã

No dia 29 de dezembro de 2017, o npdiario publicou uma reportagem inusitada sobre uma mulher, Amanda Máximo Oliveira, que criava um animal. Na ocasião, ninguém previa que a partir da notícia do jornal do Norte Pioneiro o fato se transformaria em assunto nacional e tema de matérias na Imprensa de todo o país, causando opiniões antagônicas e provocando até brigas.

Helena, nome da porca da raça Pietran, ainda pequena tomava leite de vaca, vitamina de frutas e sucos, comia arroz, ração, entre outros tipos de alimentos. Tinha o local específico para os dejetos, passeava de carro ou pelas ruas de coleira. Pequena, despertava apenas curiosidade e atenção(fotos abaixo).

Pietrain é uma raça de origem belga destinada, em princípio, para a produção de carne e toucinho. Caracterizada por sua pelagem branca com manchas pretas, apresenta temperamento tranquilo. Em comparação com as raças Landrace e Duroc, a Pietrain apresenta o melhor rendimento de carcaça.
Porcos são relativamente inteligentes. Eles se apegam às pessoas e é relativamente fácil adaptá-los a conviver com outros bichos numa residência, embora seja incomum.
São também fáceis de adestrar : usando reforço positivo, é possível ensinar vários truques a eles, como se faz com os gatos e, notadamente, cães.

No início, vizinhos, familiares e amigos se surpreendiam, mas depois pareciam terem se acostumaram. Amanda Máximo era a dona do bicho, que vivia no centro de Santo Antônio da Platina (rua 13 de Maio) e nas fotos abaixo, de 2019, tinha cerca de dois anos e já pesava 210 quilos.

A porca teve até perfil em rede social. E fãs, que fizeram abaixo-assinado de apoio para a permanência na residência. Só que Helena, por conta do tamanho e peso, e problemas e caso de polícia, depois que uma vizinha fez uma denúncia à delegacia por crime ambiental. O forte cheiro vindo da residência e os lixos deixados na rua foram os motivos. A partir daí, um Boletim de Ocorrência por ameaça também foi realizado.

O delegado da Polícia Civil, Rafael Guimarães, habilidoso, conseguiu contornar a situação e Amanda acabou se mudando, com o bicho, para outro bairro.

Na manhã deste domingo, dia 28, pesando 487 quilos e com quatro anos, Helena veio a óbito vítima de infarto. A dona, que reside no Jardim Bela Manhã, ainda chora o falecimento do animal de estimação. A fêmea foi encontrada já sem vida, com um tênue fio de sangue na boca(foto abaixo).

Amanda contou à reportagem que um amigo da família iria transportar a porca numa picape e enterrar, mas na última hora ela doou para pessoas carentes se alimentarem.

Você terminou a leitura
Compartilhar essa notícia
Categorias e tags
Escrever um comentário

Últimas notícias

Conheça mais cursos ofertados pela Unopar
6 horas atrás

Opções para todos os gostos e vocações; confira ADMINISTRAÇÃO UNOPAR 🎓 ☑️ Sobre o curso

Goiaba: exportações de Carlópolis crescem 1.142% em dois anos
6 horas atrás

Inglaterra, Portugal, Canadá e Oriente Médio são principais destinos No primeiro semestre de 2022, os

Jacarezinho sedia evento de Tribunal
7 horas atrás

Na próxima terça-feira no campus da UENP A Escola de Gestão Pública do Tribunal de

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.