Reinaugurada sede do Gepatria em Santo Antônio da Platina

Cerimônia foi na Casa da Cultura

Na manhã desta sexta-feira, 5, na Casa da Cultura em Santo Antônio da Platina, aconteceu a cerimônia da reinauguração oficial do Gepatria (Grupo Especializado na Proteção ao Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa).

A unidade é coordenada pela promotora Kele Cristiani e teve asseguradas as presenças de diversas autoridades, como os presidentes do Tribunal de Justiça do Paraná, Adalberto Jorge Xisto Pereira ,do Procurador-Geral de Justiça, Ivonei Sfoggia, Gilberto Giacoia, do presidente da Associação dos Municípios do Norte Pioneiro, Sérgio Rodrigues,  do comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel José Luiz Oliveira, dos prefeitos local, Professor Zezão, Hiroshi Kubo (Carlópolis),Flávio Zanrosso (Tomazina), Pedro Banzé(Guapirama), magistrados, promotores como Joel Beffa, delegados de Polícia Civil, como Rafael Guimarães, serventuários da Justiça, do empresário Leodir Bonilha, vereadores, como Breno, entre outros.

Representes da Ordem dos Advogados do Brasil também compareceram no evento, como Pedro Pavoni, Celso Cardoso, Garcia Neto, Geiel Heidgger Ferreira e Aílson Levatti.

As ações conjuntas do Governo do Estado com órgãos de controle externo, como o Ministério Público Estadual (MP), são estratégicas para conter os casos de corrupção, o mal uso dos recursos públicos e evasão de divisas. A afirmação é do controlador-geral do Estado, Raul Siqueira, que também participou do evento.

A sede foi reformada e ampliada para uma área total de 672 m² e fica na rua Marechal Deodoro. A placa de inauguração foi descerrada de forma simbólica na Casa da Cultura.

O deputado Luiz Cláudio Romanelli, também presente, defendeu o diálogo entre os poderes na construção da sociedade e o respeito às leis e ao Estado de Direito. “A construção de uma sociedade moderna e inclusiva tem que ser pautada através do diálogo. Ninguém constrói nada de forma autoritária. Nós podemos mudar a realidade e o ponto de vista de alguém com o diálogo, não há outra solução a não ser pelo argumento”, disse.

“Creio que essa é a grande característica da promotora Kele Bahena, coordenara do Gepatria. Ela joga duro quando tem que jogar, mas ao mesmo tempo, procura construir a mudança e o avanço através do diálogo. A modernização da administração pública da região se deve muito ao trabalho pioneiro que a promotora tem feito, o que é um grande exemplo”, completou o deputado.

Romanelli representou a Assembleia Legislativa e sublinhou que a estrutura como o Gepatria faz parte do fortalecimento das instituições e da construção de uma sociedade mais democrática e justa.

DEMOCRACIA – O parlamentar assinalou que o papel institucional do Ministério Público é fundamental na construção de uma sociedade democrática baseado no Estado de Direito. “Não há outra alternativa a não ser a democracia e nós temos que aprimorar a democracia, cumprir o Estado de direito, respeitar as leis, trabalhar de fato com novos conceitos, com participação, com transparência. Isso muda a qualidade da gestão e ao mesmo tempo faz avançar a cidadania”, disse.

“Creio eu que a doutora Kele Bahena faz isso no seu cotidiano e a mesorregião do Norte Pioneiro deve muito ao seu trabalho, liderança, competência, e mais do que tudo pelo espírito público da promotora”, completou Romanelli.

SEDE– O Gepatria ocupa a antiga sede do MP em Santo Antônio da Platina que foi reformada e ampliada. No local também funcionam a 3ª Promotoria de Justiça, a 12ª Urate (Unidade Regional de Atendimento Técnico) e o gabinete do promotor substituto da 45ª Seção Judiciária. A obra foi realizada com recursos próprios do Ministério Público.

Nos últimos três anos, o Gepatria de Santo Antônio da Platina ajuizou 106 ações, expediu 31 recomendações administrativas e emitiu 27 termos de ajustamento de conduta.

GEPATRIA – O Ministério Público do Paraná tem 12 unidades regionais do Gepatria. Os grupos atuam de modo conjunto e integrado na proteção do patrimônio público nas áreas cível e penal. Foram criados em 2015 para prevenir e repreender casos de enriquecimento ilícito que causem danos ao patrimônio público ou violem os princípios da administração pública.

IMAGENS: VALDIR DO FOTO

 

 

Você terminou a leitura
Compartilhar essa notícia
Escrever um comentário

Últimas notícias

Alerta: Golpista usa o sobrenome de família conceituada na região
8 horas atrás

Ele se faz passar por herdeiro mas acaba fugindo quando vítima desconfia Usando o nome

Jacarezinho 27 e Santo Antônio 62
9 horas atrás

As duas cidades juntas têm 354 pacientes infectados Boletim epidemiológico sobre a situação em Santo

Pro Tork tem ótimos resultados em dois estaduais/velocross
11 horas atrás

Pilotos da maior fabricante de motopeças da América Latina disputaram etapas do Catarinense e do

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.