Prefeito de Carlópolis responde queixa sobre interdição de rua

Carlopolitano disse que via onde mora está fechada e solicitou explicações

O cidadão Wiston de Gregório Leite reclamou, através do Npdiario, sobre a rua Sebastião Leite da Silva, bairro Paineiras, onde reside com a família, em Carlópolis.

Segundo disse, houve a interdição e ele tem dificuldades em se locomover e até trabalhar, porque tem que transitar de carro. Acrescentou ser direito de todas as pessoas ir e vir.

Pediu explicações e justificativas. Informado, o prefeito Hiroshi Kubo respondeu.

Em atenção e respeito a todo e qualquer cidadão do meu município de Carlópolis, que me elegeram Prefeito por duas vezes, sendo na última eleição com 76% dos votos, cumpre-me prestar as informações e esclarecimentos a respeito de alguns contratempos ocorridos durante a pavimentação da Rua Sebastião Leite.

Primeiro, é preciso dizer que se trata da última Rua da microrregião que ainda não era pavimentada.

A topografia do local é extremamente irregular, com acentuada declividade ao longo do seu leito e também declividade lateral eis que fica próximo de um riacho. Por essas razões é uma obra mais difícil de ser executada, sendo necessário fazer uma obra de galeria pluviais e também sarjetas e meio fio.

As obras tiveram início após a ordem de serviço emitida na data do dia 21/10/2021, portanto há pouco mais de 3 meses, jamais 6 meses conforme foi reclamado pelo cidadão. O prazo máximo para a execução dos serviços contratados é de 5 meses e será concluído dentro do prazo contratual.

Apesar de estar dentro do prazo, há que se considerar estamos num período de chuvas, fato que paralisam periodicamente os trabalhos e criam os indesejáveis transtornos aos moradores.

Existem sim, como qualquer obra de pavimentação, determinados bloqueios que são absortamente necessários pois trata-se de pavimentação, onde é feita a base e posteriormente a colocação das lajotas de concreto, que serão compactadas (feitas com maquinários específicos), antes disso não é recomendável o tráfego de veículos, pois pode ocorrer afundamentos por não estarem devidamente compactadas.

Trata-se de uma obra de melhoria aguardada por décadas, que está sendo custeada com recursos da prefeitura, e os moradores/proprietários não pagarão absolutamente nada e terão suas propriedades valorizadas pela pavimentação e galeria pluviais, dando mais conforto e dignidade.

Pavimentação desta natureza gera uma grande movimentação de solo (terra) impedindo o tráfego por um período breve.

As reclamações são decorrentes do desconforto causados pelas chuvas torrenciais, normais durante este período do ano, contra a vontade de todos.

As obras estão em fase final de execução e será concluída antes do prazo contratual, ou seja até o final deste mês de fevereiro, com antecedência de 2 meses.

 

Você terminou a leitura
Compartilhar essa notícia
Categorias e tags
Escrever um comentário

Últimas notícias

Jacarezinho: Saiba quem são todos os recenseadores
14 minutos atrás

Colabore para a construção de um retrato fiel da cidade Conheça os Recenseadores que estão

Amanhã Encontro de Lideranças e Inovação do Norte Pioneiro
4 horas atrás

Evento em Jacarezinho  foca empreendedorismo regional Nesta quinta-feira (11), ocorrerá o I Encontro de Lideranças

PRF recupera em Jacarezinho carro roubado em S. P.
6 horas atrás

Veículo usava placas falsas trafegando pela BR-153 A Polícia Rodoviária Federal (PRF) recuperou na noite

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.