Padre Adão recebe alta

Estabilizado depois de uma angioplastia coronariana

O padre Adão de Souza Pires (fotos) foi submetido a um cateterismo, tirou os pontos nesta quinta-feira, dia 22, e recebeu alta neste sábado, dia 24. Foi no Hospital Araucária, na rua Bento Munhoz da Rocha Neto, Gleba Palhano, em Londrina.

Ele disse que está bem, se alimentando bem e adequadamente, agradeceu as orações e comentou que o único desconforto é o número de aparelhos em seu leito, “foi um susto, Deus sabe o que faz”, assinalou.

No início desta semana, sofreu mal estar (vômitos e náusea)  em Cambará, foi encaminhado à Santa Casa local, confirmado infarto,  e na  sequência Unidade de Tratamento Intensivo da Santa Casa de Jacarezinho, onde foi estabilizado.

Padre Adão tem 65 anos, gosta de jogar futebol, é alegre e sempre animado, com sua característica voz grave. Já esteve na paróquia Santo Antônio de Pádua, em Santo Antônio da Platina.

Ordenado em dezembro de 1996, atualmente é pároco da Paróquia São José, em Cambará.

Cateterismo é um procedimento realizado para diagnosticar ou tratar doenças cardíacas. Para a realização do exame, um fino cateter é inserido na circulação, geralmente em uma artéria da perna ou pulso, e vai até o coração para examinar a circulação das coronárias ou avaliar arritmias.

Cateter é um tubo bem fino que pode ser inserido em um vaso sanguíneo ou canal, com objetivo diagnóstico ou terapêutico, possibilitando a drenagem ou injeção de fluidos ou ainda o acesso de instrumentos cirúrgicos. O  cateterismo também é eficaz para desobstruir as veias. Esse tipo de procedimento é chamado de angioplastia coronariana.

 

 

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.