Morre deputado; suplente assume

Recalcatti sofreu infarto fulminante ontem

Delegado Rubens Recalcatti (foto) deputado estadual no Paraná, perdeu a vida e por volta das 20h30 desta sexta-feira, dia nove, após sofrer um infarto fulminante em casa em Curitiba.

Tinha 72 anos e deixou dois filhos, Filipe e Heloisa. A esposa dele, Leonice, morreu em março do ano passado.

Delegado de carreira, concursado em 1994, Recalcatti atuou durante 24 anos em diversos municípios do Paraná, como União da Vitória e Araucária, e em delegacias de Curitiba. Entre elas, as de Furtos e Roubos e de Homicídios.

O governador Carlos Massa Ratinho Junior decretou luto oficial de três dias e lamentou o falecimento. O primeiro secretário da Alep, deputado Luiz Cláudio Romanelli (PSB), também lastimou a perda do colega.

Com a morte, quem assume a cadeira dele na Alep é Ademir Bier (PSD). Ele é o 3º suplente da chapa PSD/PSC de 2018, já foi deputado estadual por quatro mandatos desde 1998 e 2017.

Gaúcho de Erechim, Ademir Bier veio ainda muito jovem com sua família para Curitiba. Foi filiado ao PMDB, onde militou por quase três décadas. Em 2018, se filiou ao PSD a convite do governador. Entre os cargos públicos, Bier também foi prefeito da cidade de Marechal Cândido Rondon. Assumiu a vice- presidência da Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (AMOP) e, a convite do então governador Roberto Requião, tornou-se diretor administrativo e financeiro da Ferroeste. Atualmente, era diretor de Obras da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar).

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.