Dupla de marginais platinenses barbariza cidade

Aparentavam estar drogados

Entre 17h15 e 19 horas, dois elementos causaram pânico em  Santo Antônio da Platina. Ao final, conseguiram fugir, mas a Polícia Militar recuperou quase tudo que tinham roubado.

               

Os dois portavam armas, um moreno magro com revólver calibre .22, e outro branco, relativamente forte, com uma pistola cromada

No final da tarde, a loja Luizinho Ar-condicionado Automotivo, na rua 24 de Maio, foi invadida pelos dois  que usavam capuz e capacete. Deram voz de assalto.

Levaram cheques e pouco menos de mil reais, tomando rumo ignorado numa Yamaha XT 660 de cor azul escuro, roubada no último fim de semana.

Na sequência, em torno de 18h20m chegaram no Posto de Combustíveis Caçula, na rua Rui Barbosa, centro, dominaram uma funcionária e o dono, Santiago Garcia (ex-presidente da Associação Comercial e Empresarial local). Andreia de Fátima Lemos Camargo, que trabalhava no Caixa, disse ao npdiario depois que os ladrões foram rápidos, mas não machucaram ninguém, roubando também cheques e pequena quantia em dinheiro.

Os bandidos, com a motocicleta, foram sentido bairro Colorado, atravessando a BR-153 e acabaram colidindo contra um Corsa Classic, de cor prata. Maria Morais,que conduzia o carro, não se machucou. Com a colisão, os criminosos caíram da moto.

O condutor de um Fiat Mobi de cor preta, presenciou o acidente, parou com seu veículo para prestar ajuda, porém foi ameaçado pelos assaltantes armados e entregou o Mobi. A irresponsabilidade não parou.

Com o automóvel roubado, a dupla se evadiu sentido Vilas Santa Terezinha e Santa Mônica, e na rua William Vilas Boas bateram de novo, dessa vez com outra motocicleta, uma Honda CG 150 Titan, de cor preta, conduzida por Adriana Silva, que trazia uma moça na garupa. Não se feriram.

Enlouquecidos, os marginais tentaram fugir com o Mobi danificado, mas a PM surgiu no local. Então, abandonaram o carro e fugiram a pé por um matagal. O Guincho Imai atuou na ocorrência.

Participaram da bem sucedida ação os soldados Daminski, Santos, Cordeiro e Jacob. Foi aberto inquérito na Polícia Civil. As diligências prosseguem.

 

 

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.