Começa Feira dos Cafés Especiais em Jacarezinho

A região produz em média 800 mil sacas por ano

A 14ª edição da Feira Internacional de Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná (Ficafé) começa na próxima quarta-feira (27), a partir das 9 horas, e se estende até a noite de 29 de outubro, com uma programação que vai da produção de cafés especiais e com Indicação Geográfica (IG) e oficinas para coffee lovers (amantes do café), até conteúdos sobre produtos certificados, fruticultura, agroindústria familiar e alimentos orgânicos.

Os conteúdos serão disponibilizados por meio de uma plataforma 100% digital e aplicativo. As inscrições e o cadastro para acesso às palestras e oficinas podem ser feitos, gratuitamente, aqui. O Norte Pioneiro concentra cerca de 3 mil produtores de café do tipo arábica.

A região produz, em média, 800 mil sacas, anualmente. Aproximadamente 150 cafeicultores cooperados trabalham no cultivo de grãos especiais, sem contar aqueles que ainda não estão vinculados à cooperativa, mas que, influenciados pelo trabalho feito na região, também dedicam parte da produção aos cafés especiais. A feira é voltada para produtores rurais, profissionais do agronegócio, empresas, torrefações, cafeterias, compradores nacionais e internacionais, e amantes da bebida.

Neste ano, a programação para os cafeicultores aborda planejamento anual e gestão da propriedade cafeeira; agricultura 4G na cafeicultura moderna, uso de drones e vants; mercado de cafés especiais; energias renováveis nas propriedades; produção de café com sustentabilidade; evolução e aspectos técnicos de regulagem de colhedoras de café; plantio de café sem sustos e irrigação por gotejamento; o papel da mulher na cadeia do café especial; café especial do pé à xícara; uso racional de fertilizantes na nutrição e qualidade do café; poda do café e produtividade.

A Ficafé também terá oficinas voltadas especialmente aos coffee lovers, ou amantes do café. Os interessados na bebida poderão aprender coquetéis à base de café, modular sabores durante a torra, melhorar a dinâmica de uma cafeteria, conhecer os sabores e aromas dos cafés do norte pioneiro do Paraná, entender as fases da torra e metodologia dos três pilares, e os padrões de torra.

Ainda dentro da temática cafeicultura, a feira trará os resultados do leilão de cafés especiais e a premiação dos ganhadores da 9ª edição do Concurso Sabores do Norte Pioneiro.

A grade também traz palestras específicas para mulheres que atuam na produção e gestão de propriedades cafeeiras, e conteúdos relacionados à fruticultura, especificamente para a produção de maracujá, abacaxi, goiaba e morango. Temáticas como gastronomia, turismo, casos de sucesso em produção orgânica, panorama regional da agroindústria familiar, protagonismo feminino e liderança da mulher nas propriedades rurais também fazem parte da programação.

O consultor do Sebrae/PR, Odemir Capello, lembra que a Ficafé, criada em 2007, inicialmente voltada para a produção de cafés especiais, hoje traz uma programação mais ampla, com foco em produtos diferenciados, com IG, certificados e orgânicos.

“O objetivo é gerar desenvolvimento para o Norte Pioneiro a partir dos produtos diferenciados. No formato digital, conseguimos ampliar o evento e chegar a várias partes do mundo”, conta.

Uma das novidades de 2021 é a participação da influenciadora Angelica Lebante, que vai percorrer o circuito de cafés da região e trazer muito conteúdo para os coffee lovers, ou seja, consumidores finais da bebida.

Para o presidente da Acenpp, Claudinei de Carvalho Nunes, a vantagem de ser 100% online é que os interessados podem acompanhar os conteúdos durante a feira e também depois, já que as palestras ficam gravadas e disponibilizadas por um período.

 

“Nem todo produtor consegue participar ao vivo, pois às vezes a feira coincide com a colheita do café”, explica. Segundo ele, a expectativa é que o evento atinja um público maior neste ano. “Para conseguir mais produtividade precisamos nos atualizar, entender o mercado, então, os conteúdos da Ficafé são muito enriquecedores”, afirma.

O presidente da Cocenpp, Paulo José Frasquetti, confirma a boa expectativa de público para 2021 e lembra que, de forma online, a Ficafé tem um ganho importante em visibilidade e pode chegar a produtores e interessados no mercado cafeeiro de todo o país.

“No ano passado, tivemos muitas participações de pessoas de outros países também”, conta. Apesar da geada que atingiu muitas propriedades cafeeiras do Norte Pioneiro neste ano, a perspectiva para o concurso, segundo ele, é boa. O gerente regional do IDR-PR de Santo Antônio da Platina, Mauricio Castro Alves, diz que a programação deste ano foi ampliada na área de fruticultura, olericultura e produção orgânica.

“Estamos com muita inovação e coisas novas para apresentar, como a trilha de turismo dos cafés especiais das mulheres, o programa Renovar, do governo do Paraná, com subvenção para a implantação de energia fotovoltaica no campo”, cita. Também terá conteúdos sobre produtos diferenciados para o agricultor familiar agregar valor na propriedade e muitos cases de sucesso.

Realização: A 14ª edição da Ficafé é uma realização do Sebrae/PR, Associação de Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná (Acenpp), Cooperativa dos Produtores de Cafés Certificados e Especiais do Norte Pioneiro do Paraná (Cocenpp), Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – Iapar-Emater (IDR-PR) e Prefeitura de Jacarezinho. A feira conta com o apoio do Sindicato dos Corretores de Café no Estado do Paraná (Sincafé), Fecomércio PR, Senac, Associação das Mulheres do Café do Norte Pioneiro do Paraná (Amucafé), Probat, Leogap, Bunn.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Categorias e tags

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.