Proerd forma mais 544 alunos da rede

Figura1DSC09983 Figura 2 (1)_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
Contando com a presença dos pais, aconteceu em duas etapas, na parte da manhã e à tarde, na quinta-feira, dia 10, no Centro de Eventos de Santo Antônio da Platina, a formatura do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) de 544 crianças e adolescentes do 5º ano do Ensino Fundamental, a antiga 4ª série, representando 11 escolas municipais e uma particular, em Santo Antônio da Platina._x000D_
O Proerd é uma adaptação brasileira do programa estadunidense Drug Abuse ResistenceEducation (D.A.R.E), surgido em 1983. No Brasil, o programa foi implantado em 1992, pela Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro e, hoje, é adotado em todo o Brasil e conta com três currículos que são: Proerd para Educação Infantil e anos iniciais do Ensino Fundamental, Proerd para 4ª série/5º ano do Ensino Fundamental e Proerd para Pais/Responsáveis. Infelizmente, devido aos custos com camisetas, cartilha, medalhas, em muitos municípios ainda não foi implantada esta iniciativa._x000D_
A formatura foi envolvida de momentos emocionantes já que os alunos demonstravam no semblante a satisfação de concluir um programa que os colocou diante de um dos mais desafiantes problemas enfrentados pela sociedade atual não escolhendo classes sociais e nem idade, mas estando presentes de uma forma avassaladora interrompendo o ciclo de vida, destruindo famílias e fazendo com que as pessoas portadoras de dependência, percam totalmente a dignidade humana._x000D_
O soldado Edvaldo de Arruda que esteve à frente do Proerd até 2013 destacou que o programa tem o objetivo único de preparar os estudantes para que assumam o compromisso – através do conteúdo aplicado – de ficarem longe das drogas e, num primeiro contato, tomam conhecimento com mais detalhes do mal que a droga faz. Atualmente ele está apenas com a Patrulha Escolar e, responde pela aplicação do conteúdo das aulas, o soldado Vieira, que destacou que o Programa é formado por 12 lições, sendo 11 nas escolas e, a última, com a formatura. Cada lição tem a duração de 45min e, cada dia da semana, ele estava presente em uma escola até fechar a lição que teve duração aproximada de três meses._x000D_
Na ocasião estavam presentes diretoras, professores, a secretária Municipal de Educação Estela Garcia Noal, o presidente da Câmara Municipal, Vereador Valdir Domingos de Souza (PSB) – que deu um testemunho comovente -, os soldados Leonardo Vieira Corrêa e Edvaldo de Arruda e o 2º Sargento Roberto Assis que também é da Patrulha Escolar e chamou a atenção dos alunos com um método pedagógico muito descontraído para falar sobre o problema das drogas._x000D_
Na 11ª lição os alunos fazem uma redação destacando o que mais despertou interesse deles em cada lição e a melhor foi escolhida em cada turma. “As redações demonstram muita qualidade porque os alunos colocaram o que aprenderam como o mal causado pelas drogas, a violência e como se comportar diante de um convite para usar drogas. Acreditamos que as crianças vão para o futuro mais fortalecidas em dizer não, por exemplo, ao booling, às drogas”, ressaltou Vieira que está a quatro anos aplicando o programa do Proerd em Santo Antônio da Platina formando mais de três mil alunos, além das aulas e formaturas em Jundiaí do Sul e Barra do Jacaré._x000D_
A Secretaria de Educação, Estela Noal justificou a ausência nos dois períodos da formatura do prefeito platinense Pedro Claro de Oliveira Neto (DEM). Também parabenizou a presença dos pais, agradeceu o apoio que recebe diariamente dos companheiros de trabalho na Secretaria de Educação, os motoristas do transporte escolar, professores, diretoras e, aos alunos, parabenizou pelo comportamento, comprometimento e interesse em participar das aulas do Proerd além de elogiar a presença dos pais na formatura._x000D_
Através da Secretaria de Educação, os alunos recebem gratuitamente camisetas, certificados, cartilhas e medalhas o que dificulta o programa estar presente em alguns municípios. “Agradecemos o prefeito Pedro Claro porque mais um ano esteve do nosso lado incentivando e proporcionando estrutura para que o Proerd ocorresse com bons resultados porque nossos alunos com todo o apoio dos policiais tiveram condições de conhecer melhor os problemas que as drogas ocasionam na vida de um viciado e aprenderam a importância de dizer não para este vício”. E acrescentou que “os alunos estão indo para o 6º ano, melhor preparados para enfrentar esta triste realidade que são as drogas então, o Proerd vem somar já que temos outros programas municipais desenvolvidos através dos professores que passam para as crianças”, disse ela._x000D_
O aluno Alex Junior de Oliveira Souza, que faz 11 anos neste domingo, dia 13 de dezembro, estudante da Escola Municipal Joaquim José da Silva Xavier, foi um dos premiados pela redação em destaque na escola em que estuda. Seu pai, Alexsandro Carlos de Souza estava na formatura com a esposa Alessandra Virgilina de Oliveira Souza e a outra filha Alexya. Para ele o Proerd só trás bons resultados e enalteceu tanto o conteúdo como o desempenho dos policiais militares: “Os policiais conquistaram pra valer a criançada, realmente eles são muito carinhosos com os estudantes e sabem cobrar da maneira mais correta. Quanto ao meu filho ele sempre que tinha a formação às quartas-feiras ia para a casa com algo novo para nos contar e sempre com muito entusiasmo e não era somente sobre drogas pois o Soldado Vieira sempre abria um leque de perguntas com temas livres no final de casa instrução. O respeito era mútuo e percebíamos que, nos exercícios, sempre haviam temas muito atuais que possivelmente irão enfrentar a partir do próximo ano. E, quanto a nós, pais, é muito bom saber que a Polícia tem estes programas de prevenção”, destacou Alexsandro Souza._x000D_
A professora Patrícia Mota, falou da importância do Proerd no dia a dia dos alunos e de seu filho, o garoto David Motta Cerqueira, 11 anos, estudante da Escola Municipal Sagrada Família: “O Proerd é um programa muito importante, principalmente nos dias de hoje. O conteúdo é aquele que o aluno vai poder levar para o resto da vida. E, este não às drogas é agora colocar em prática. E que os pais esperam é realmente que eles coloquem em prática”._x000D_
Na abertura do evento foi entoado o Hino Nacional e, ao final, aconteceu à entrega de medalhas para as melhores redações e feito o juramento para ficar longe das drogas._x000D_
_x000D_
Texto e fotos: Jornalista Fábio Galhardi/Especial para o npdiario

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.