Polícia Civil prende jovem que matou travesti

A Polícia Civil de Santo Antônio da Platina, chefiada pelo delegado Tristão Antônio Borborema de Carvalho elucidou o assassinato do travesti Kesley Luiz dos Santos Arruda(foto), 26 anos, conhecido como “Naomi”, morto a pauladas na madrugada da última quarta-feira,dia nove, nas imediações do Posto Platina, antigo Platinão, às margens da BR-153._x000D_
_x000D_
Investigadores, após diligências de campo e uma série de entrevistas chegaram ao nome do autor, o eletricista de 24 anos Lucas Felipe Fernandes (fotos), morador no bairro Altvater._x000D_
Dias antes do assassinato, a mãe de Lucas se envolveu em uma briga com o travesti. “Esses dados foram os passos iniciais das investigações” afirma André Facco, investigador que coordena o Núcleo de Inteligência da unidade. A partir dessas informações, segundo a polícia, foi monitorado o percurso do criminoso._x000D_
“Com o caso concluído e reunidas as provas, solicitei ao Poder Judiciário a decretação da prisão temporária de Lucas pelo prazo de 30 dias pelo crime de homicídio qualificado (mortivo torpe e meio cruel) que foi acolhido pelo juiz. Com isso, fomos ao encalço do assassino que recebeu voz de prisão na unidade, quando se apresentou com advogado, imaginando estar fora do prazo de flagrante. A ordem judicial e a rápida solução do caso, possibilitou a decretação da sua prisão. Com isso, todos os sete homicídios ocorridos no ano em Santo Antônio da Platina foram solucionados e os autores estão presos”, arremata Tristão._x000D_
Lucas confessou que agrediu o travesti e assim o fez por vingança, pelo fato de sua mãe ter sido surrada anteriormente por Kesley. Disse que não tinha intenção de matar, apenas agredir e que, após atingir a vítima com três pauladas na cabeça, fugiu do local e jogou o pedaço de pau em um riacho. Depois disso, fugiu para Guapirama onde deixou o carro e permaneceu escondido por dois dias._x000D_
A Polícia ainda precisa ouvir uma pessoa que acompanhava o homicida que já foi identificada. Lucas disse que apenas estava dando carona ao amigo e que ele não participou das agressões. O veículo da marca VW Fusca, de cor amarela, pilotado por Lucas naquela ocasião, será periciado. Serão feitas buscas para localizar o pedaço do pau usado nas agressões._x000D_
Segundo o delegado, ao final de um mês, solicitará à Justiça da decretação da prisão preventiva para que Lucas responda preso até seu julgamento pelo Tribunal do Júri. Se condenado, pode ser apenado com até 30 anos._x000D_
_x000D_
Veja também:_x000D_
_x000D_
http://npdiario.com/policial/2015/rapaz-e-atropelado-e-morto-a-pauladas-em-santo-antonio-da-platina/_x000D_
_x000D_
lucastrave lucastrave3 naomiblue-696x1348

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.