Oito cidades do NP em emergência

O Governo do Paraná declarou 25 municípios em situação de emergência por causa das fortes chuvas no Estado. Os decretos municipais de homologação foram publicados nesta segunda-feira, dia 25, no Diário Oficial e abrange as cidades de Reserva, Sabáudia, Jataizinho, Rio Bom, Rolândia, Tamarana, Siqueira Campos, São José da Boa Vista, Presidente Castelo Branco, Wenceslau Brás, Califórnia, Santana do Itararé, Arapongas, Nova Esperança, Pinhalão, Londrina, Ibaiti, Apucarana, Mandaguaçu, Jaguariaiva, Caloré, Cambé, Figueira, Ibiporã e Salto do Itararé.

Na prática, esses municípios ficam aptos a acessar recursos do governo do Estado para reparar os danos causados pelas enxurradas, além de poderem contratar, em alguns casos, serviços de emergência sem licitação e trabalhadores por tempo determinado.
Segundo o último balanço da Defesa Civil, divulgado nesta segunda, às 12h, as chuvas ocorridas entre oito e 13 de janeiro afetaram 210 mil pessoas em 64 municípios, deixando 3.773 pessoas desalojadas e 304 desabrigados no Paraná.
Ao todo 11.284 casas foram danificadas e 112 destruídas. No momento, de acordo com a Defesa Civil, 1.717 pessoas permanecem desalojadas e 63 desabrigadas.
Além disso, as chuvas provocaram desabamentos, interditaram estradas e cortes no abastecimento de água. “Agora esses municípios poderão acessar recursos para reconstruir o que foi perdido com as chuvas”, lembra o tenente-coronel PM Edemilson de Barros, coordenador-executivo de Proteção e Defesa Civil.
O governador Beto Richa anunciou, no último dia 19, em visita a Maringá, no Noroeste, a criação de um fundo para ser usado para reparar danos provocados por desastres ambientais no Estado. O anúncio foi feito durante reunião com o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi. Na ocasião, Richa disse que a estimativa de prejuízos chegava a R$ 100 milhões no Estado.
A situação de emergência é decretada quando os danos materiais em propriedades privadas são superiores a 8,33% e, em órgãos públicos, de 2,77% da receita corrente líquida anual do município. 14/01/2016 - Secretária do Trabalho e Desenvolvimento Social Fe

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.