Joaquim Távora e Wenceslau Braz sediam Gincana do Caminhoneiro

Amanhã e dias 2 e 3 de fevereiro com atendimentos de saúde e suporte à transportadores rodoviários de carga

O palco da 79ª etapa da 29ª Gincana do Caminhoneiro inicia no Posto Mazoti, localizado às margens do km 304 da rodovia Parigot de Souza, a PR 092, em Joaquim Távora.

É a maior ação itinerante das estradas brasileiras, que, desde meados de junho do ano passado, conta com duas comitivas que rodam juntamente com os postos Petrobras da Rede Siga Bem e com a IVECO, para levar atendimentos de saúde e suporte aos transportadores rodoviários de carga.

A ação – que já realizou mais de 9,3 mil atendimentos desde o inicio da temporada – estará na região nos dias 27 e 28 de janeiro para oferecer aos profissionais do volante conscientização sobre a importância de manter os hábitos de distanciamento social e atitudes para combater e evitar a Covid-19 (como uso constante de máscara, higienização das mãos), proporcionando a eles a oportunidade de dedicarem um momento de seu dia para os cuidados pessoais com a saúde e bem estar.

De Joaquim Távora, a comitiva segue para Wenceslau Braz, onde se instala no Posto Grazul (no km 293 da PR 092), nos dias 02 e 03 de fevereiro.

Durante os dias das etapas, os caminhoneiros terão acesso ao circuito de saúde, com atendimentos focados na prevenção e detecção de doenças silenciosas que podem atingir o motorista, incluindo checagem do nível de glicose no sangue, para investigação e controle de casos de diabetes; aferição da pressão arterial para descobrir se há hipertensão e minimizar riscos de ataques cardíacos, além de orientações sobre obesidade e vacinação contra diversas doenças (de acordo com a disponibilidade da Secretaria de Saúde de cada município).

 

 

Com o apoio da Polícia Rodoviária Federal, do Sest/Senat (Serviço Social do Transporte e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte), e da ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres do Ministério da Infraestrutura – o circuito também alerta para os cuidados que o caminhoneiro deve ter com seu ‘instrumento de trabalho’.

Sendo assim, após passar pelo atendimento de saúde, o participante é  convidado a ir para a pista da arena da Gincana do Caminhoneiro, onde instrutores darão uma aula prática de higienização da cabine do caminhão, demonstrando a importância da desinfecção de pontos da boleia (maçaneta, volante, marcha, retrovisor, por exemplo), que estão mais sujeitos à contaminação.

Após conferir a orientação de descontaminação, o caminhoneiro tem ainda a chance de testar sua habilidade no volante no percurso do slalom, demarcado por cones, evitando os obstáculos e procurando chegar no menor tempo possível, sem velocidade, mas com destreza.

Aqueles que fizerem os melhores tempos em Joaquim Távora e em Wenceslau Braz conquistam a chance de ir para a quinta semifinal da temporada, em março, para disputar uma das cinco últimas vagas para a grande final, que premiará o vencedor com um caminhão IVECO Tector zero km.

 

 

Assim como todo o circuito de ações de saúde, o teste de habilidade é gratuito, bastando apresentar CNH categorias C,D ou E. Porém, para conquistar sua oportunidade de ir para a grande final da Gincana do Caminhoneiro, o estradeiro precisa ter, obrigatoriamente, passado no atendimento de saúde do local e validar seu tempo. Para isso, basta apresentar um consumo de R$ 500 em combustível nos postos da Rede Siga Bem ou aquisição de créditos de mesmo valor no Cartão do Caminhoneiro Petrobras.

Confira programação da temporada acessando o sitewww.gincanadocaminhoneiro.com.br .

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.