Casas abandonadas podem ser reiniciadas

As 50 casas populares que começaram a ser erguidas, foram interrompidas, e cujo conjunto habitacional foi chamado de João Furtado, perto do Dr.Jamidas, em Santo Antônio da Platina,poderão ter as obras retomadas nas próximas semanas graças a ação da prefeitura de Santo Antônio da Platina.
Houve problemas documentais e burocráticos e existe a possibilidade, inclusive,de mais 61 serem construídas no local, conforme o desejo do prefeito por Pedro Claro de Oliveira Neto(DEM).
A situação das moradias se arrasta há pelo menos um ano, quando em reunião com o presidente da Cohapar, Mounir Chaowiche,em Curitiba, o chefe do executivo e a população se entusiasmaram.O benefício acabou esbarrando em questões técnicas e a construtora Marma,de Porto Alegre(RS), simplesmente abandonou tudo, deixando o “esqueleto” das unidades.
Os mutuários se sentiram prejudicados e procuraram lideranças políticas, o que não resultou em avanços.Na semana passada, um grupo de possíveis moradores procurou o npdiario(alguns preferiram não se deixar fotografar com receio de represálias) , que acionou o secretário municipal de Planejamento, Orlando Pimentel.
Nesta quarta-feira,dia três, ele retornou para informar ter feito contato com o mestre de obras do executivo e com a regional da Cohapar(Companhia de Habitação do Paraná).Uma reunião pública sobre o assunto será realizada e as obras, enfim, poderão ser reiniciadas.As moradias terão 41 metros quadrados, dois quartos,sala e cozinha conjugada e sanitário.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.