Liberados R$ 2,9 milhões contra dengue no NP

Confirmado neste sábado,dia 23: Foram depositados mais R$ 2,9 milhões para que as prefeituras aprofundem as ações contra dengue, zika vírus e chikungunya
Os municípios do Norte Pioneiro receberam na última quinta (21), mais R$ 2,9 milhões para o desenvolvimento de ações na área de vigilância em saúde que visam combater doenças como a dengue, zika, chikungunya e outras. Os recursos foram liberados pelo Governo do Paraná através do programa VigiaSUS.
Segundo o líder do governo e representante da região na Assembleia Legislativa, deputado Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), este é o terceiro aporte do programa Saúde do Viajante repassado ao setor desde dezembro. “São recursos que o Governo do Paraná está destinando para as prefeituras enfrentarem esse período mais crítico do verão, que sabemos é a época onde doenças como a dengue mais se proliferam”, disse.
O dinheiro pode ser aplicado na contratação temporária de agentes de endemias, compra de veículos, aquisição de equipamentos de proteção individual, materiais para arrastão de limpeza, além de outras despesas como capacitação de profissionais, pagamento de combustível, manutenção da frota e produção de material educativo.
No total, 109 municípios do estado registraram 2203 casos de dengue desde agosto do ano passado. No Norte Pioneiro, Cambará e Itambaracá enfrentaram situação de epidemia. Já Assaí, Santo Antônio do Paraíso, Jataizinho e Rancho Alegre podem entrar em estado de epidemia. Em Cambará, o governo liberou a aplicação do fumacê, medida eficaz contra o mosquito adulto, mas não contra a larva ou os ovos. Por isso, o trabalho é feito simultaneamente a mutirões de limpeza e ações de eliminação de criadouros.
Romanelli lembra que os municípios do Norte Pioneiro estão contando com o apoio de toda a estrutura do governo do estado e que diversas ações estão sendo articuladas para conter o avanço da doença. “O governador Beto Richa e o secretário de saúde Michele Caputo estão empenhados na situação. É preciso que governo estadual, prefeituras e a comunidade atuem juntos, pois só assim conteremos o avanço dessas doenças”, pontuou o deputado.
Entre os municípios que receberam os recursos estão Bandeirantes, Cornélio Procópio, Itambaracá, Nova América da Colina, Nova Fátima, Nova Santa Bárbara, Rancho Alegre, Santa Cecília do Pavão, São Jerônimo da Serra, São Sebastião da Amoreira, Sapopema, Carlópolis, Conselheiro Mairinck, Guapirama, Joaquim Távora, Ribeirão Claro, Santana do Itararé, São José da Boa Vista e Tomazina.
Segundo a Secretária de Estado da Saúde, a maior parte dos focos identificados pelas equipes de saúde é encontrado no lixo e em entulhos dentro da casa ou no quintal das pessoas. Por isso, é imprescindível que cada um vistorie semanalmente seu imóvel em busca de objetos que acumulem água.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Categorias e tags

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.