Tavorense contaminado é obrigado pela Justiça a se manter isolado

Justiça atendeu pedido do Ministério Público   

Atendendo pedido formulado em ação civil pública pelo Ministério Público do Paraná,  por meio da Promotoria de Justiça de Joaquim Távora, o Juízo da Vara da Fazenda Pública da comarca determinou liminarmente que um homem de 38 anos infectado por coronavírus mantenha-se em isolamento.

O homem havia sido orientado pela Secretaria Municipal de Saúde para manter-se isolado até receber alta médica, mas depois foi visto num supermercado.

A decisão judicial determinou ainda a aplicação de multa de R$ 10 mil para cada ato de descumprimento do isolamento social pelo requerido. Na ação, o MPPR requer ainda que o homem seja condenado ao pagamento de R$ 10 mil a título de compensação pelos danos sociais decorrentes da violação às orientações sanitárias para combate à pandemia de Covid-19.

De acordo com boletim do Município, Joaquim Távora, com população aproximada de 12 mil habitantes, tinha até segunda-feira, 22 de março, 733 casos confirmados da doença, com 21 mortes.

Processo número 0000334-66.2021.8.16.0102.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Categorias e tags

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.