Saúde de Barra do Jacaré rechaça denúncias

Texto enviado por enfermeira é reproduzido abaixo

No dia 06 de janeiro, uma família  se dirigiu até a unidade de saúde para informações com a enfermeira Ana Paula sobre  a Covid-19, alegando que uma pessoa da família estava insistindo sobre a realização do exame. Uma filha da então paciente de 67 anos  junto com o irmão, disse que a paciente estava muito nervosa pela informação de um possível positivo na família e que havia passado com um cardiologista de Jacarezinho, o qual fez uma triagem com o oxímetro apresentando 98 % de spo2.

Só que ele alegou não ser Covid-19, apenas uma crise de ansiedade , e um pico hipertensivo, e que  já havia medicado a paciente. A orientação da enfermeira foi que se a paciente, para trazer na unidade de saúde  e passar com a médica da UBS, porém a família alegou que a paciente no momento estava bem , então a enfermeira seguiu com a orientação de que qualquer coisa a procurasse na unidade de saúde, para realizar o atendimento com a médica .

A paciente passou com a médica no dia seis, à tarde, referindo (sic) epigastralgia(sic) e cefaleia , com início no dia 03/01/2021, foi  medicada pela médica e após a consulta referiu(sic) para a enfermeira que gostaria de fazer o exame da Covid-19, foi informado que no dia 07/01/2020 a UBS teria coleta , e que a mesma poderia fazer, mas como estava  muito nervosa ela falou que ia resolver se realmente ia fazer a coleta .

No dia 07/01 no período da manhã foi ligado para a paciente comunicando o horário da coleta, solicitando os números do documentos para notificação, orientando sobre o distanciamento social e o isolamento e as filhas alegaram que a mesma já estava em distanciamento, pois não saia de casa, e que eles iam resolver, devido os exames realizados pela UBS demorarem em torno de 3 dias para sair o resultado. Porém, poderia às vezes demorar mais dias, e que dependemos do resultado pela gal, sistema alimentado pelo laboratório de Curitiba onde são realizados os exames, site de notificação.

A família então decidiu não realizar o exame de PCR na quinta-feira e realizar particular, relatando que seria para acalmar a paciente mais rápido, porém  a enfermeira pediu para que assim que saísse o resultado informassem, pois se desse positivo entrariam com o protocolo de medicação, usado no munícipio , o qual está tendo resultados positivos , sem pacientes com complicações.

Sendo assim foi entregue a família o protocolo medicamentoso, e a família pediu sigilo para que ninguém soubesse do caso, no qual a equipe sempre realiza o sigilo profissional.

Na sexta feira dia 08/01/2021 a família entrou em contato pedindo que na segunda, dia 11/01/2021 fosse coletado exame de todos do domicílio, informado pela saúde que sim poderia realizar, porém que de manhã entrariam em contato com a família, pois tem uma agenda e que para uma melhor eficácia tem o dia correto para coleta, e que qualquer outro sintoma poderiam entrar em contato para uma consulta com a médica.

No dia 11/01/2021  na período da manhã foi entrado em contato com o filho da paciente que no mesmo dia iriamos realizar a coleta do filho e o esposo da paciente, e ela e a filha seriam agendadas para quarta feira, pois ambas já tem resultado positivo e querem, segundo a família comprovar diagnóstico, os mesmos não entenderam e entraram em contato com a secretária de saúde sobre o ocorrido, e a secretária de saúde do município realizou as informações sobre a  coleta, e eficácia do exame de teste rápido no qual o laboratório que realizou o exame é creditado pelo estado do Paraná, conforme orientação da regional e da equipe de Covid que discutiu o caso , foi coletado do filho e esposo ambos do grupo de risco onde o pai e o filho são cardiopatas  apresente fatores de risco e serem comunicantes das pacientes positivas por exame laboratorial particular,  foi agendado uma nova consulta para reavaliação da médica no dia 12/01/2021 a paciente , e mantem o dia da coleta conforme agenda para o dia 13/01/2021.

A equipe relata também a importância de trabalhar com a agenda programada de coleta , pois assim todos os pacientes são assistidos , sem complicações . E que esta data em especial , apareceu de emerência (sic) gestante e pessoas , que estavam com o dia certo para a coleta , dando assim eficácia no rastreamento de Covid-19 no munícipio e a paciente citada acima , pela data comunicada a médica poderia estar realizando o exame na quarta feira , dentro do prazo para a coleta , lembrando que ela já tem um resultado positivo realizado no laboratório particular.

Veja matéria inicial: https://npdiario.com/saude/familia-denuncia-descaso-da-saude-de-barra-do-jacare/

 

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.