Presos homens que torturaram e mataram mulher em Santo Antônio

Espancaram e humilharam antes de consumar  brutal assassinato   

Luciane Camargo Amaro (foto), de 44 anos, foi assassinada na madrugada de um domingo, dia 17 do mês passado, no Conjunto Habitacional Aparecidinho III, em Santo Antônio da Platina. Os homicidas a torturaram, inclusive cortaram os cabelos e enfiaram na boca da mulher, após espancamento. Por fim, deram tiros no peito e no pescoço.

Ela tinha passagens apenas por Termo Circunstanciado de ameaça e lesão corporal.

Na manhã desta quarta-feira, por volta das seis horas, equipes das Polícias Civil e Militar realizaram operação conjunta para cumprimento de três mandados de prisão temporária e um de internação provisória de adolescente (tinha 17 anos na ocasião e hoje 18) além de busca e apreensão domiciliares referente a esse crime bárbaro.
Foi apurado pela Polícia Civil que na madrugada do dia quatro indivíduos, três maiores e um adolescente, espancaram a vítima num terreno baldio, na saída de um bar, agredindo-a com socos e chutes, além de humilhá-la cortando o cabelo e enfiando na boca e por fim a alvejando com dois disparos de arma de fogo no pescoço e tórax, o que causou a morte da vítima no local.

 

 

A motivação seria dívida de drogas e também entrevero anterior dos elementos com o filho da vítima.
A investigação da Civil permitiu identificar todos os envolvidos, sendo que o delegado de polícia Rafael Guimarães representou pela prisão temporária dos maiores e internação do menor, a qual teve parecer favorável pelo Ministério Público e decretada pelo juízo da Vara Criminal local.
Na operação de hoje foram presos dois desses indivíduos suspeitos, um de 26 e outro de 23 anos, e permanecem foragidos os outros dois indivíduos.
Além do cumprimento das duas prisões temporárias, foram realizadas buscas e apreensões nas casas deles, sendo que na residência de um deles, na Rua José Alves dos Reis, foi apreendido um revólver calibre .38, 05 munições do mesmo calibre, além de 57 gramas de cocaína, 13 gramas de crack e R$ 2.295,00 em diversas notas (foto acima), o que acarretou também na prisão em flagrante do indivíduo de 26 anos pelos crimes de tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo e munição.

É esperado que os foragidos se apresentem espontaneamente, conforme tratativas iniciais com advogados de defesa e familiares.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.