Civil platinense prende pedófilo com morteiro (vídeo)

Elemento de 49 anos estava também com revólver e luneta     

 

 

Na manhã desta sexta-feira, dia 26, equipe da 38ª Delegacia Regional de Santo Antônio da Platina, composta pelo delegado Rafael Guimarães, investigadores e escrivã, deu cumprimento a mandado de busca e apreensão domiciliar na residência de  envolvido em crime de ameaça e dano ao patrimônio público.

Em buscas no local, a equipe encontrou em uma sacola pendurada na parede um revólver, marca Castelo, calibre .32, bem como uma espingarda de pressão com luneta acoplada 4×32, marca Nikko Stirling ao Mountmaster, diversas munições (intactas: 11 calibre .38; 04 calibre .36; 03 calibre. 40; 03 calibre .380; 01 calibre. 44; 01 calibre. 32; 01 calibre .28; 01 calibre. 22; 01 calibre .5.5; 01 calibre 7.65; e deflagradas: 01 calibre .36, 01 calibre .32 e 03 calibre .22).

No início da noite, o morteiro foi detonado perto da Extinorpi, no chamado Parque Industrial. Integrantes da Companhia de Esquadrão Antibombas, subunidade do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) vieram de Curitiba especialmente para esse trabalho.

Nenhuma descrição disponível.

 

Nenhuma descrição disponível.

 

Em continuidade às buscas no local foi também encontrada uma munição de morteiro, artefato explosivo de uso proibido (fotos).

O local foi isolado por questões de segurança e o esquadrão antibombas da Polícia Militar foi acionado para detonação do artefato, pois trata-se de armamento pesado utilizado pelo Exército. O indivíduo possui 49 anos de idade e possui passagem pelo crime de estupro de vulnerável.

Alegou que apenas estava guardando o artefato para outra pessoa, mas não a identificou. O mesmo recebeu voz de prisão em flagrante pelo delegado de polícia.

 

 

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.