Grupo 2 Irmãos colabora com ação contra sonegação fiscal no país

Empresa tranquiliza mercado cafeeiro ao contestar eventuais suspeitas de irregularidades

Claudionor Benite, advogado do Grupo 2 Irmãos, esclareceu, na manhã desta terça-feira, dia 16, que a empresa está surpresa com a chamada Operação Expresso, encetada hoje por  policiais civis, auditores das receitas e peritos em suas filiais.

A iniciativa age no estados do Paraná, Minas Gerais, São Paulo e Espírito Santo visando envolvidos em sonegação fiscal no ramo de comercialização de café em grão, bem como crimes de falsidade ideológica, lavagem de dinheiro e associação criminosa, “não há e jamais houve desde 1997 de existência do Grupo nenhum tipo de irregularidade tributária, estamos tranquilos e reagindo de maneira colaborativa, conscientes de que tudo será esclarecido com transparência e lisura”, afirmou.

As autoridades, informou dr, Claudionor, recolheram  documentações e tudo o que pediram e a empresa se colocou à disposição, mas reafirma a correção de sua atividade e rechaça quaisquer eventuais ilações ilegais sobre sua atividade.

O negócio de comercialização de café em Santo Antônio da Platina e Carlópolis, no Norte Pioneiro, possui mais de 119 colaboradores diretos, um parque industrial de aproximadamente 6.500 m², centros de distribuição também em São Paulo e Minas Gerais, e inclusive exportações para países como Líbano e China, “apoiamos o combate da sonegação fiscal no país, mas não há absolutamente nenhuma ação nesse sentido no Grupo 2 Irmãos”.

O advogado disse também que “assim que tiver acesso, conhecimento e de forma integral dos autos trará detalhes para tranquilizar ainda mais seus parceiros”.

 

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.