Acaba motim de presos na cadeia de Cambará (vídeos)

Detentos se revoltaram e exigiam que Depen devolvesse droga apreendida 

Nenhum foragido, confronto e nem feridos ou reféns, mas elevados prejuízos materiais. Esse foi o saldo final no início da noite do motim na cadeia pública de Cambará segundo apurou a reportagem do npdiario, que esteve no local. O estopim foi que algum criminoso jogou drogas, isqueiros e outros produtos e objetos na carceragem, os agentes perceberam e apreenderam tudo, mas os detentos exigiam que os entregasse. Assim foi o começo do quebra-quebra em torno de 4h15m da madrugada desta segunda-feira, dia primeiro.

Entre o que foi apreendido, tinha até aguardente feito de forma artesanal que seria tomada no interior das celas.

Houve muita gritaria durante todo o dia (vídeo), assustando a cidade e principalmente familiares dos presos locais. A maioria dos rebelados era de municípios vizinhos, como Santo Antônio da Platina e Jacarezinho.

O grupo da Seção de Operações Especiais (SOE), do Departamento de Execução Penal (Depen) do Paraná, com suporte das Polícias Militar e Civil dissolveram o protesto, organizado por marginais perigosos, como latrocidas.

Quebraram grades e tentaram arrombar paredes para ganhar as ruas.

O local, que tem capacidade para 40 presos, hoje tem 118 encarcerados.

O Depen fez uma reforma emergencial para conter os ânimos dos mais exaltados e evitar mais depredação.

As autoridades também impediram algumas “regalias”, recolhendo a televisão , por exemplo.

Veja como foi a fuga no ano passado: https://npdiario.com/policial/presos-cavam-tunel-e-34-fogem-hoje-da-cadeia-de-cambara/

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.